Marco Taylor
Nasceu em 1973. Cresceu na Portela de Sacavém e, após vários anos a morar no Alentejo, leciona, em Sta. Iria de Azóia (Loures), Educação Visual e Educação Tecnológica. Frequentou a Escola Secundária Artística António Arroio e a Escola Superior de Educação de Beja. Realiza exposições coletivas e individuais de pintura, escultura e ilustração desde 1995. Foi o criador e o diretor do Animatu - festival internacional de cinema de animação digital, que se realizou em Beja durante vários anos. Começou a publicar livros no final de 2013.

Livros publicados:
- Não, Este Livro Não Tem Nome, Edições Vieira da Silva, 2013.
- A Árvore Que Paria Meninos, Alfarroba, 2014 (2.ª edição em 2019 em edição de autor).
- 4uatro (poesia e conto), coletânea - Cláudia Silva, Eduardo Cardoso, Marco Taylor e Rui Teixeira, edição de autor, 2015.
- O Homem Que Carregava Pedras, edição de autor, 2015.
- Abílio - versão de luxo, edição de autor, 2015 (infantojuvenil) | Abílio - versão offset, edição de autor, maio de 2016.
- A Muda dos Gatos, edição de autor, junho de 2016.
- Rosinda - versão de luxo, edição de autor, fevereiro de 2017 | Rosinda - versão offset, edição de autor, maio de 2017.
- O rapaz que conheceu o homem que carregava pedras, edição de autor, março de 2017.
- O homem coração de choupo, edição de autor, março de 2018.
- Timóteo - versão de luxo, edição de autor, maio de 2018 | Timóteo - versão offset, edição de autor, maio de 2018.
- A história que acaba bem. A história que acaba assim-assim. A história que acaba mal, edição de autor, fevereiro de 2020.
- Historietas do bem, do mal, do encontro e do desencontro, edição de autor, julho de 2020.
- Enciclopédia dos Verbos Felizes, edição de autor, dezembro de 2020.


Prémios, seleções e nomeações:

2016
Nomeado para o prémio «Melhor Ilustração de Livro Infantil», no Amadora BD 2016, com o livro «Abílio».
2014
Vencedor do concurso «Escrita Solidária 2014», promovida pela MGEN, com o conto «O homem que carregava pedras».

Livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura:
- Timóteo
- A árvore que paria meninos
- A história que acaba bem. A história que acaba assim-assim. A história que acaba mal